Se uma pessoa deseja transacionar BTC para outra, ela joga na rede o endereço do destinatário + a quantidade que irá ser movimentada, e essa transação é verificada por diversos mineradores que, se tudo estiver correto, acabam por aprovar essa transação. Posteriormente essa transação é agrupada em blocos, que ficam a disposição do público para serem verificados e confirmados. A junção desses blocos é a blockchain.